5.7.11

As belezuras de Piranhas, no sertão de Alagoas

"É que nem Olinda, só que na beira do Rio São Francisco".



Essa foi a frase do meu namorado para descrever o município de Piranhas e acho que realmente é a melhor explicação para se ter uma ideia do que é o lugar - pelo menos para nós pernambucanos.
Piranhas é uma cidadezinha simpática, alegre, turística, organizada e linda do Sertão de Alagoas. E eu tive a oportunidade de ir por aquelas bandas e conhecer o lugar, mês passado.

As casinhas coloridas de Piranhas
A gente foi passar o São João em Águas Belas, a mais ou menos uma hora e meia de carro de lá. No sábado, resolvemos fazer um passeio e passamos o dia em Piranhas.

A ideia, claro, foi ótima, mas ao mesmo tempo angustiante, já que em um dia se conhece pouco e eu agora estou louca por um feriado para voltar lá. Sim, feriado prolongado, porque aqui de Recife para lá são cerca de 360 km, o que dá umas cinco horas de carro. Bom, como não tive muito tempo por lá, vou falar superficialmente do que pude conhecer.

Centro de Artesanato
A cidade é toda formada por casinhas coloridas, parece saída de uma lembrancinha talhada em tronco, dessas que se compra em viagem . Visitamos por lá o Centro de Artesanato - tem pouca coisa; algumas lojinhas que vendem acessórios feitos com o couro da tilápia; o Museu do Sertão, que conta um pouco sobre a história do cangaço e traz objetos daquela época; ainda fomos em uma exposição sobre antigas embarcações, onde são expostas maquetes de diversos tipos de barcos e navios que passaram pelo município. Para dar um toque especial ao passeio, tomamos um café na torre do relógio. Obrigatório subir lá para comer alguma coisa, apreciar a vista e tirar foto, claro.

Mas o que mais me emocionou foi o encontro com o Velho Chico. Não achei que fosse tão bonito. Sempre tive vontade de conhecer e vê-lo a partir de Piranhas foi especial. E para aumentar a minha angústia, o tempo veio atrapalhar e não deixou eu tomar o banho que estava desejando. Tô louca até agora por isso. Mas, ok, eu vou voltar lá e matar minha vontade. Só espero que não demore.

Café da Torre
Saímos de Piranhas para conhecer a Usina Hidrelétrica de Xingó, já na divisa com Sergipe! De lá, mais vistas lindas para o Rio São Francisco. Dá vontade de ir parando a cada cinco minutos para tirar foto! Fomos até um restaurante flutuante, de onde sai um catamaran, que faz passeios de três horas de duração pelos cânions do São Francisco (R$ 50 por pessoa). Mas também não pudemos fazer, vai ficar para a próxima. Na volta, para completar a viagem, paramos no Museu de Arqueologia de Xingó, que conta, principalmente, sobre a forma como os índios viviam naquela região. Vale a pena dar uma passada por lá (R$ 3 inteira).

Rio São Francisco
Saímos de lá já no fim da tarde. Na paisagem de volta, vão nos acompanhando as torres de transmissão da Chesf, que nos lembram o tempo todo que estamos perto do São Francisco. Aos poucos, as torres vão desaparecendo na estrada e só ficam as lembranças de um lugar lindo, ao qual eu não vejo a hora de voltar.

4 Pitacos:

Estava em Aracaju e fiz um passeio pra Usina de Xingó + os cânions e, realmente, é tudo lindo. Dá uma paz imensa, uma vontade de ficar... Já Piranhas, como não conheci, é um dos motivos pra eu voltar.
Agora fiquei com mais vontade de ir.

Bora, Bibitaaa! :D
Ana Paula ana_araujos@yahoo.com.br 12 de abril de 2012 10:08
tem muita coisa bonita por aqui...
ha uns 15 dias acampei na beira do canyon num bar chamado show da natureza (povoado olho dágua) muito lindo o local... lugar delicioso pra ficar. lá perto tem uns chalés do mitante do talhado (http://www.mirantedotalhado.com.br)
vale muitíssimo a pena. O dono do chalé é ótimo.
O dono do bar show da natureza é Lourival, uma pessoa super prestativa que nos levou pra andar de lancha a noite e um fim de tarde no alto do canyon.,.. uma visão espetacular! Experimenta! vale a pena. se quiser maiores informações ou fotos do local...

Postar um comentário