7.9.10

Olinda cheia de MIMO

Passear em Olinda é sempre uma alegria. Mas quando a cidade está em festa o passeio fica ainda mais prazeroso. E esse final de semana Olinda tava assim: cheia de graça, cheia de gente, cheia de coisa para ver e ouvir.


O motivo de toda essa movimentação na primeira "capital" de Pernambuco foi a Mostra Internacional de Música de Olinda, a MIMO. Música pelos quatro cantos da cidade, invadindo igrejas e praças. Cinema também nos mercados e pátios da cidade alta. Aliás, essa foi pra mim a grande surpresa desta edição. O festival, que já acontece há seis anos, inaugurou o Festival MIMO de Cinema, que até o ano passado era apenas uma mostra de curtas e médias metragens. Agora mesmo acabei de voltar de lá, onde assisti ao documentário Mamonas Para Sempre, de Cláudio Kahns.

Para mim, o melhor da festa foi o show de Tom Zé, no domingo; o de Orquestra Contemporânea de Olinda, ontem; o longa Tom Zé - Astronauta Libertado; e o longa dos Mamonas, sobre o qual já falei. Falo da programação, porque de acontecimento foi poder sentar no Estação Café, montado especialmente no Mercado da Ribeira, e dar de cara com Tom Zé dando entrevistas e passeando por lá. Aí a oportunidade não escapa e o registro tá aí feito. 
Que no ano que vem o festival volte com mais coisa boa, mais cinema, mais música e, se não for pedir muito, mais dias. Sete dias de Mimo não dá pro gasto.

3 Pitacos:

Mulher!
Queria muito ter assistido o filme dos Mamonas! :P
Saudades!
:*
Alceu Valença deu o ar da graça? uma TV holandesa fez um documentário sobre muita violência em Recife, espero que Olinda esteja em paz.

Postar um comentário