28.9.09

Lá em Vitorino



- Fizesse o quê esse final de semana?
- Fui pra Vitorino.
- Pra onde?
- Vitorino, o lugar onde meu pai mora.
- Onde é isso?
- É, ninguém sabe onde é. Digamos que seja o interior, do interior, de Caruaru. É um vilarejo, distrito do município de Riacho das Almas. Fica a meia hora de Caruaru. Um lugar bem pequenininho, com uns 700 habitantes na vila e uns 2000 considerando a área rural. Tem uma praça, uns dois ou três bares, uma igreja, um fiteiro, um posto de saúde, uma escola e três orelhões.
- É bonito?
- É lindo! O visual é o ponto forte de lá. Como fica numa serra, a 900 metros do nível do mar, a vista é maravilhosa e a noite é bem fria. Mesmo agora final de setembro estava gelado, neblinando.
- E o que é que tu fosse fazer lá?
- Esse final de semana teve o Festival Cultural do Vitorino. Uma coisa única, porque lá raramente tem eventos, com gente de fora. É incrível! As pessoas, que normalmente dormem às 20h, colocam suas roupas mais bonitas e vão pra "ruinha", como eles chamam, ver o movimento. As atrações não foram das melhores, porque a maioria das bandas era desses forrós estilizados, que eu não sou muito fã. Mas tem o palco cultural, na praça, que apresenta coisas legais e outras bem engraçadas.
- Ahh... to ligada. E foi bom?
- Bom? Foi ótimo! É bom sair dessa civilização um pouquinho, respirar um ar puro, ver o céu mais cheio de estrela que se pode ver e sentir um friozinho, de vez em quando. Além de encontrar figuras cheias de alegria.
- Teu pai é de lá?
- Não. Ele conheceu esse lugar há uns 10, 12 anos, num torneio de asa delta. Lá é um bom ponto de vôo livre. Inclusive uma das atividades do festival durante o dia foi o vôo, de asa delta, parapente...
- E ele mora lá hoje em dia?
- Mora. Ele casou, se mudou para lá e hoje eu tenho uma irmã linda, Tainá, que mora lá com eles. Sempre que posso vou matar minha saudade, quando eles não vêm aqui.
- E o que é que tu faz lá quando não está tendo festa?
- Bom, lá não tem muito o que fazer. É um lugar tranquilo, de gente simples, ótimo para comer, namorar e dormir. E também ver filme, ler livros... essas coisas. A "atração" de lá é um parque aquático que fizeram um tempo desses. Ainda não conheci. É o Vitorino Walter Parque. Assim mesmo, "walter". Bom, fora isso tem o passeio até a pedra, que passa por pés de pitomba, jaboticaba e outras frutas que vão deixando o passeio mais gostoso. É legal ir lá de bicicleta.
- Fiquei curiosa. Deve ser um passeio legal. Como é que eu chego lá?
- Indo pela BR-232, entra na estrada que vai pra Toritama, a BR-104 . Quando chegar no Paladium, uma casa de shows, entra à direita, na PE-095. Anda uns 13 quilômetros mais ou menos para chegar na entrada pra Vila do Vitorino. Aí a estrada é de barro, só subindo...
- Qualquer dia apareço por lá. Por enquanto, me mostra alguma coisa.
- Tá. To postando algumas fotos desse final de semana. Espero que goste!

5 Pitacos:

Deu vontade de conhecer Vitorino!
E mais saudade ainda de tu.
De tu mesmo, como só os pernambucanos sabem dizer.
:*
vitUriiiino :)
lugar lindo mesmo...ainda mais com tainá me adorando ^^
hahahahahahaha

:*
Eu jurava que era VitUrino! com u!
kkkkkkkkkkkkkk
saudades de tu, sempre!
Ahhh saudades imensas desse lugar pequenininho porém agradável, onde nasceu a minha família ...

Abraços à todos que moram lá e meus familiares tbm !!!
Eu adoro esse lugar e, por conta disto, ergui um pequeno chalé aonde passo os finais de semana com minha família, desfrutando de uma linda vista.

Postar um comentário